Obras retomadas no quartel de Moreira

0
139

Está a nascer uma nova área no quartel dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia. O edifício em fase final de construção vai albergar os serviços administrativos da associação humanitária e a nova central de comunicações. Falamos da ampliação e adaptação dos espaços existentes para “dotar a instituição de melhores meios para o serviço próprio e até para acolher as pessoas que cá vêm”.

As palavras são do presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia (AHBVMM), instituição que em Fevereiro de 2010 faz 84 anos. António Freitas considera o actual edifício do quartel “muito bonito, em termos de imagem exterior”, mas o interior “começa a ser pequeno”. Tanto mais que o corpo de bombeiros está a crescer.

Assim que estiver concluída a obra, os serviços administrativos deixam de funcionar no primeiro piso do quartel e mudam-a para alguns metros ao lado. Muda-se também a central de comunicações, actualmente a funcionar no rés-do-chão do quartel, mesmo junto à entrada para o edifício. Assim como serão transferidos para o novo edifício o gabinete da direcção e a sala de reuniões. No rés-do-chão há ainda espaço para um arquivo e, no primeiro andar, uma sala de recepção onde a entrada de luz natural é um dos elementos mais marcantes do espaço. E com passagem para uma espécie de terraço, de onde as individualidades poderão, até, assistir a exercícios na parada ou na casa-escola, destaca António Freitas:

[audio:PARADA_FREITAS.mp3]

Quanto aos espaços deixados vagos no actual espaço do quartel, serão adaptados para serviços mais relacionados com o corpo de bombeiros.

A obra arrasta-se “há muito tempo”, admite António Freitas, mas tem sofrido diversas paragens, por limitações financeiras. Mas tudo indica que ganhe agora velocidade até à conclusão, uma vez que foi desbloqueada a situação relacionada com a comparticipação da Câmara Municipal da Maia, correspondente a 50 por cento do valor orçamentado. De acordo com o presidente da direcção da AHBVMM, a prometida verba já está a ser entregue desde Julho, mensalmente.

Marta Costa