Posto para testes rápidos à Covid-19 já em funcionamento em Pedras Rubras

0
490
Foto Angélica Santos

 
O Posto fixo da Maia para realização de testes à Covid-19 já está em funcionamento. Foi inaugurado esta tarde com a presença do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, e ainda do presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, Francisco Georges, e do presidente da Câmara da Maia, Silva Tiago, entre outras personalidades.

O novo Posto, que contempla uma zona de ‘drive-thru’ para que os utentes possam fazer o teste sem sair do carro, fica localizado no parque de estacionamento da estação de metro de Pedras Rubras, em Moreira da Maia.

Esta estrutura resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal da Maia e a Cruz Vermelha Portuguesa, contando ainda com o apoio da Junta de Freguesia de Moreira.

O posto já recebeu hoje os primeiros utentes e tem capacidade para realizar 600 testes diários. Os testes de antigénio são certificados e permitem resultados em apenas 15 minutos. O posto da Maia está aberto a todos, sendo gratuito para todos quantos apresentem prescrição médica ou, sem essa credencial, mediante o pagamento de 20 euros.

O Posto fixo da Cruz Vermelha funciona de segunda a sábado entre as 9h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 18h00. As marcações podem ser feitas através do número de telefone 1415 ou online em testescovidcvp.pt.

O Posto fixo de testes é uma infraestrutura essencial para o combate à pandemia, tendo o secretário de Estado Adjunto e da Saúde salientado que é a prova de que Portugal tem estado na vanguarda deste tipo de iniciativas de testagem da população.

“Portugal tem hoje capacidade para realizar 50.000 testes por dia. Desde março já testámos 4,7 milhões de pessoas”, António Lacerda Sales

Foto Tânia Ramos CMM

António Sales lembrou que “em março começámos com 1 laboratório e hoje temos mais de 100. Portugal tem hoje capacidade para realizar 50.000 testes por dia. Desde março já testámos 4,7 milhões de pessoas”.

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde sublinhou a “capacidade de resistência e de adaptação das gentes do Norte” evidenciada durante a pandemia e congratulou-se com a parceria entre a Câmara Municipal da Maia e a Cruz Vermelha Portuguesa, frisando que “as parcerias são motivo de grande orgulho para todos. Estaremos à altura de vencer este combate”.

Na sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal da Maia aludiu a todo o trabalho que o município tem desenvolvido e que o colocou na linha da frente do combate à pandemia desde o primeiro minuto. “Os tempos que vivemos clamam por um verdadeiro sentido de comunidade nacional e do dever que a todos nos convoca, para uma efetiva partilha colaborativa. Uma partilha que é em si mesma, neste momento exigente e difícil, um valor inspirador que norteia a nossa proatividade e intervenção”, sublinhou.

António Silva Tiago afirmou-se “ciente das responsabilidades que cabem ao município da Maia, mas sobretudo profundamente convicto de que, só unidos em torno do maior desígnio coletivo que Portugal enfrenta neste século, conseguiremos ultrapassar esta crise que a todos convoca. Na Maia, tudo faremos para participar neste combate nacional à pandemia, prosseguindo com a cooperação que carateriza as nossas relações institucionais e, sobretudo, dizendo sempre presente à nossa comunidade concelhia”, declarou.

Silva Tiago vai propôr à Câmara que preside aprovação de donativo de 50 mil euros à CVP

Foi com entusiasmo, após ouvir Francisco Georges referir-se aos donativos que muitos portugueses, particulares e empresas, têm feito à Cruz Vermelha como forma de apoiar o trabalho da instituição na luta contra a pandemia – e que muito alento têm dado à sua ação no terreno, possibilitando a compra, designadamente, de equipamentos e viaturas -, que o presidente da Câmara da Maia anunciou a intenção de levar uma proposta à próxima reunião de Câmara para que o executivo delibere atribuir um donativo de 50 mil euros à Cruz Vermelha, deixando ao critério do presidente da Associação Humanitária o destino da verba: ou para a Cruz Vermelha nacional ou para a delegação da Maia.

O presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, Francisco George, agradeceu à Câmara todo o trabalho desenvolvido, lembrando “as respostas sociais que a Cruz Vermelha tem com a autarquia maiata e que são verdadeiramente imparáveis”. O presidente da Cruz Vermelha afirmou que “o país precisa de união de todos e se todos colaborarmos vamos conseguir vencer este desafio. Estamos no início do final desta luta”.

No final, em declarações à comunicação social acabou por considerar muito positivo o donativo de 50 mil euros anunciado pelo autarca da Maia e foi categórico: “sendo doada pela Câmara da Maia, a verba será aplicada na delegação da Cruz Vermelha da Maia”.

Gonçalo Órfão, coordenador nacional de Emergência e coordenador do Programa de Gestão nacional de testes Covid da Cruz Vermelha Portuguesa, explicou que uma das principais missões deste novo posto em Pedras Rubras é “facilitar a realização de testes Covid19 a esta população, que sabemos está numa área de grande incidência”. Desta forma é com “enorme facilidade que se pode marcar o teste online e tentaremos manter um fluxo contínuo.”

Este responsável explicou ainda que o Posto deverá manter “duas linhas ‘drive-thru’ e duas linhas a pé”.

Testes rápidos são ajuda essencial para diminuir casos de Covid19, considera vereadora Emília Santos

A vereadora da Saúde da Câmara da Maia, Emília Santos, considerou este Posto como “um passo muito importante”, dada a rapidez com que o utente pode obter o resultado do teste (15 a 20 minutos).

Emília Santos adiantou que esta infraestrutura “dá-nos a possibilidade de cumprir com a linha orientadora do combate à pandemia: testar ao máximo; identificar casos de alto risco e isolar os contactos”.

E considera que é fruto da aposta neste processo de forma contínua que tem sido possível baixar a incidência de casos por 100 mil habitantes no concelho: “somos o 2º concelho do distrito com a melhor incidência de casos nos últimos 14 dias, pois estamos com 850 casos por 100 mil habitantes, de acordo com o último relatório”.

Junta de Moreira apoiou a instalação deste Posto de testes rápidos

Carlos Moreira, presidente da Junta de Freguesia de Moreira, referiu que também a sua autarquia fez questão de apoiar esta instalação, oferecendo a mão de obra de uma equipa de seis pessoas. Ao longo de uma semana a Junta realizou a montagem do Posto fixo de Pedras Rubras e comparticipou com uma parte das verbas necessárias à compra de infraestruturas, como tendas e contentores.