Pouca adesão no Dia da Consulta Jurídica Gratuita

0
247

Foram poucos os que aderiram ao Dia da Consulta Jurídica Gratuita que decorreu no passado sábado, no edifício da Câmara Municipal da Maia. Uma iniciativa do Conselho Distrital do Porto da Ordem dos Advogados para assinalar o Dia do Advogado, e que contou com a colaboração da delegação maiata da Ordem dos Advogados.

Diz o presidente da delegação maiata que o dia escolhido para a iniciativa, um sábado, “não é um dia em que as pessoas estejam muito disponíveis para procurar a consulta jurídica”. Assim, entre as 10h00 e as 17h00 foram poucos os que recorreram a este serviço gratuito. No entanto, e de acordo com o presidente da delegação da Maia, Rui Silva, foram atingidos os objectivos traçados pela organização, que eram “a promoção do exercício da advocacia junto dos cidadãos e alertar as pessoas para a necessidade de recorrerem cada vez mais à advocacia preventiva – procurar um advogado antes de praticar um acto, como assinar um contrato ou de fazerem qualquer coisa que os possam afectar no futuro”, refere Rui Silva.

No que se refere ao tipo de situações expostas pelos cidadãos nesta consulta jurídica gratuita, a maioria prendiam-se com questões relacionadas com condomínios, arrendamento, partilhas, e outras “necessidades que as pessoas têm nas suas relações jurídicas do dia-a-dia”, adiantou o presidente da delegação da Maia da Ordem dos Advogados.

Fernanda Alves