Prémio Montepio 2015 foi para escolas de Pedrouços pelo Projeto Laboratório Vivo

0
772
Laboratórios de Físico-Química e de Ciências Naturais do Agrupamento de Escolas de Pedrouços
- Publicidade -

A edição 2015 do Prémio Escolar Montepio premiou o Agrupamento de Escolas de Pedrouços pelo Projeto Laboratório Vivo. Este prémio, no valor de 9700 Euros, foi atribuído apenas a duas escolas a nível nacional. Esta foi a sétima edição consecutiva da iniciativa da Fundação Montepio Geral.

Os membros docentes da Escola Superior de Educação João de Deus visitaram as escolas candidatas de todo o país. Após análise de toda a documentação disponível pelos elementos do júri, foram selecionados apenas dois projetos como sendo os merecedores da distinção e que melhor se encaixavam no objetivo da Fundação Montepio Geral: “contribuir para o aumento da qualidade do ensino em Portugal e reconhecer o esforço realizado pelas escolas na melhoria dos resultados escolares”.

Reabilitar e melhorar laboratório

Sérgio Almeida, diretor do Agrupamento de Escolas de Pedrouços, está satisfeito com o prémio que contribuirá para a “reabilitação e a melhoria dos laboratórios de Físico-Química e de Ciências Naturais, particularmente na estrutura e organização dos espaços e dos materiais”.

Desta forma, o diretor adianta que se criará “uma ambiente de sala de aula mais funcional”, mas principalmente  a criação de um laboratório vivo permitirá outras possibilidades para “ciências experimentais para alunos do pré-escolar e do 1º ciclo”.

Já frequentavam os laboratórios, os alunos da escola-sede do Agrupamento, mas, futuramente, com as transformações e melhoramentos decorrentes do prémio, também os colegas dos restantes ciclos poderão beneficiar do investimento.

Além desta escola do concelho da Maia, a Fundação Montepio Geral também distinguiu o Agrupamento de Escolas de Vila Cova-Barcelos com o Projeto “Leituras com Ciência na era da multiplicação de ecrãs – desafios e oportunidades para professores e alunos”.

- Publicidade -