Produtores de leite serão recompensados para reduzir produção

0
296
foto de arquivo
- Publicidade -

Portugal vai receber quase quatro milhões de euros para apoiar os produtores de leite. A decisão foi tomada em Bruxelas, numa reunião do conselho de ministros da Agricultura da União Europeia.

O presidente da Associação dos Produtores de Leite de Portugal (APROLEP), Carlos Neves, diz que este é, no fundo, um “mea culpa” de Bruxelas por ter acabado com as quotas leiteiras, sem ter acautelado as consequências desta medida.

Perante esta decisão, Carlos Neves alerta: são milhões, que, na prática, significam tostões para cada um dos produtores. Contas feitas dá, em média, cerca de 800 euros a cada produtor.

Carlos Neves espera que, agora, Portugal faça o trabalho interno e complemente com verbas extra estas ajudas que vêm de Bruxelas. Da União Europeia vão chegar ainda 150 milhões destinados a compensar aqueles que reduzirem a produção.

Em Portugal, sublinha Carlos Neves, “quase todos foram obrigados a reduzir e sem qualquer apoio. No total, serão 500 milhões de euros, 350 milhões dos quais para dividir pelos 28 estados-membros e 150 milhões para compensações à redução da produção.

O ministro da Agricultura, Capoulas dos Santos, já afirmou que o Governo irá acrescentar, aos quatro milhões que cabem a Portugal, mais oito milhões que resultam de poupanças “na gestão do primeiro pilar da Política Agrícola Comum”.

- Publicidade -