Projeto para dotar jovens de novas competências comportamentais

0
296
Projeto Activa-te

As sessões de intervenção psicológica no âmbito do projeto Ativ@-te começaram em janeiro e prolongam-se até maio. O projeto tem como objetivo principal contribuir para a redução da percentagem de jovens NEET (que não estudam nem trabalham) na Maia.

As sessões de acompanhamento psicológico em grupo realizam-se semanalmente e destinam-se a desenvolver competências comportamentais ao nível, entre outros, da expressão, comunicação ou resolução de problemas, sendo dinamizadas pelo Gabinete de Acompanhamento e Aconselhamento Psicológico e Pedagógico (GAAPP) do pelouro da Juventude da Câmara Municipal da Maia.

«Com esta atividade, de intervenção psicológica, procura-se promover nos jovens uma visão adaptativa de si e do outro, considerando o contexto macro onde se inserem, promover o seu desenvolvimento pessoal e social e trabalhar competências socio-emocionais, que promovam uma adaptação e desenvolvimento consistente em diferentes contextos das suas vidas, considerando possíveis momentos de transição», explica a autarquia.

O “Projeto Ativ@-te!” integra-se no Programa Cidadãos Ativ@s (Active Citizens Fund) e é financiado pela Islândia, Liechtenstein e Noruega, países que compõem o grupo EEA Grants especificamente destinado a trabalhar o objetivo de reduzir as disparidades sociais e económicas na Europa.

Este programa apoia as Organizações Não Governamentais, sendo gerido em Portugal pela Fundação Calouste Gulbenkian, em consórcio com a Fundação Bissaya Barreto. Na Maia, a entidade gestora do projeto é a Santa Casa da Misericórdia, sendo a Câmara Municipal um dos seus parceiros.