Raríssimas apresenta Centro Multidisciplinar de Reabilitação Psico-motora

0
153

A Raríssimas, Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras, apresenta na quinta -feira, na Delegação Norte, na Maia, o projecto do Centro Raríssimo do Porto, um Centro Multidisciplinar de Reabilitação Psico-motora.

Este equipamento começou por prestar apoio terapêutico a um pequeno número de utentes mas, atendendo à falta de resposta dos organismos estatais e ao número de solicitações, “tem necessidade de crescer e dar uma melhor resposta à população rara”, assinala a associação.

Joaquina Teixeira, directora do Centro Raríssimo do Porto, afirma que “chegou a hora de acordar o Norte para a necessidade de apoio aos doentes portadores de doenças raras”. “É imperativo que a sociedade civil perceba quais as necessidades destes doentes, muitas vezes sem diagnóstico conhecido, e o quão dependentes estão de uma rede de apoio que não pode existir sem o contributo de todos. Apesar do momento de crise que se faz sentir, temos que acreditar na disponibilidade para ajudar projectos como este, que fazem toda a diferença na vida das crianças apoiadas, e a prova disso são os nossos mecenas”, sublinha.

O Centro Raríssimo do Porto está a implementar o projecto “Bolsas Sociais”, que permite através da ajuda de empresas e particulares, apoiar durante um ano os tratamentos de crianças raras provenientes de contextos familiares carenciados.