Recorde de apreensões nos aeroportos

0
136

Janeiro foi mês de recorde de apreensões de cocaína, através das Alfândegas dos aeroportos de Lisboa e do Porto. O balanço é hoje feito num comunicado do Gabinete do Ministro de Estado e das Finanças.

O documento dá conta de 18 apreensões realizadas pela Direcção-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo, no primeiro mês do ano. Permitiram apreender 70,768 quilos de cocaína em elevado grau de pureza, suficiente mais 707 680 doses individuais.

Refere o mesmo comunicado que o estupefaciente, proveniente do Brasil, Cabo Verde e Guiné Bissau, era transportado por 16 homens e duas mulheres, com idades entre os 25 e os 50 anos. Entre portugueses, espanhóis, polacos e alemães, mas também de nacionalidades brasileira, búlgara, romena, guineense e ganesa.

Sublinhando tratar-se de “um recorde de apreensões pela Alfândega no período de um único mês”, o Gabinete do Ministro de Estado e das Finanças conclui que é o resultado do “aperfeiçoamento das técnicas de análise de risco, praticadas pelos funcionários aduaneiros no controlo da fronteira externa da União Europeia, que permitiram elevar o grau de certeza na selecção dos passageiros e das bagagens a controlar”.

Marta Costa