Regista-se a primeira morte de um médico por Covid19 em Portugal

0
319
covid19
covid19

As Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto concentram 65% do total de casos do país. A média de novos casos por dia nos últimos 30 dias é dez vezes superior na Área Metropolitana de Lisboa do que na Área Metropolitana do Porto.

Este foi também o dia em que se conhece a primeira morte por COVID-19 num médico português, já lamentada pelo Ministério da Saúde, o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, diz à Antena 1 que “o número de médicos infetados é maior do que o Governo tem dito”.

António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde, afirmou esta quinta-feira que o Governo quer, também, recuperar 25% das cirurgias que não se realizaram por causa da pandemia de COVID-19.

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve acusou ontem a Ordem dos Médicos de ser “alarmista” sobre a capacidade de resposta regional a eventuais surtos de COVID-19 e enalteceu a atuação das autoridades regionais no surto de Lagos.

E a Madeira registou ontem um caso positivo para COVID-19, depois de ter estado 42 dias sem novos infetados, tratando-se de uma pessoa que desembarcou no aeroporto, na passada quarta-feira, proveniente de Lisboa, informou a autoridade regional de saúde.

A DGS anunciou hoje, na conferência de imprensa diária, o registo de três mortes e 375 novas infeções de COVID-19 em Portugal.

O relatório epidemiológico mostra que os óbitos subiram de 1.524 para 1.527 enquanto que o número de infetados aumentou de 38.089 para 38.464.

O número de pessoas recuperadas aumentou de 24.010 para 24.477, mais 467 que ontem.