Rotários no 28º aniversário em parceria com Instituto Português da Afasia

0
264
- Publicidade -

No passado dia 18, na Quinta de Vilarinho, em São Pedro de Avioso, o Rotary Club da Maia celebrou o seu 28º aniversário.

Num jantar que contou com a presença de muitos rotários e convidados, entre eles o presidente da Câmara, Bragança Fernandes, o presidente da Assembleia Municipal, Luciano Gomes, a presidente da Junta de Freguesia da Cidade da Maia, Olga Freire, e o padre das Paróquias da Maia e de Gemunde, Domingos Jorge Duarte, o Rotary Club da Maia aproveitou a ocasião para anunciar o apoio e parceria num novo projeto de empreendedorismo social (“Instituto Português de Afasia”), que visa ajudar pessoas com dificuldades de comunicação, e a favor do qual reverteu a receita angariada com este jantar.

Durante a cerimónia, que contou com intervenções de Joaquim Guedes, presidente do Instituto Cultural da Maia, Olga Freire, presidente da Junta da Cidade da Maia, padre Domingos Jorge Duarte, Paula Valente, presidente do Instituto Português de Afasia, bem como de Bragança Fernandes, presidente da Câmara Municipal da Maia, e Paulo Ramalho, presidente do Rotary Club da Maia, foram ainda homenageados os companheiros do Clube entretanto falecidos.

Instituto Português da Afasia é liderado pela maiata Paula Valente

Paulo Ramalho referiu que “tendo o movimento rotário também por missão a promoção e participação em projetos humanitários, que contribuam para a resolução de problemas da comunidade, o Rotary Club da Maia não poderia deixar de assinalar o seu aniversário sem o estabelecimento de mais uma parceria com um projeto que procura dar, de forma efetiva, respostas a problemas concretos da comunidade, como é claramente o Instituto Português de Afasia, liderado pela maiata Paula Valente, que para além de procurar ajudar pessoas a recuperar a sua capacidade de comunicação, em virtude de doenças e acidentes, procura ajudá-las no seu processo de reintegração na família e na comunidade”.

O presidente do Rotary da Maia sublinhou ainda a coincidência da Paula Valente “ter desenvolvido este seu projecto a partir do Bootcamp, que é também um programa apoiado pelo Rotary Club da Maia, e que é operacionalizado pela Escola de Empreendedorismo Social – IES”. Por último, Paulo Ramalho recordou a importância de “todos os membros do Clube estarem mobilizados para a concretização efetiva do lema rotário deste ano, que é “Rotary a serviço da humanidade”, e sempre com o pensamento de “dar de si, antes de pensar em si”, que mais do que um lema, é uma forma intemporal, de estar e de ser de todos os rotários.”

- Publicidade -