Rotary Club da Maia promove sensibilização para a Saúde Oral

0
316
Rotary Club da Maia promove Programa Literacia em saúde oral
- Publicidade -

Resultado de uma candidatura à Fundação Rotária Portuguesa, com o valor global de 2500 euros, ainda do mandato anterior de Manuel António Ferreira, a atual direção do Rotary Club da Maia, presidida por Paulo Ramalho, colocou no terreno o “Programa Literacia em saúde oral”.

No dia 14, teve início no Infantário de Vermoim, da Santa Casa da Misericórdia da Maia, situado no Bairro do Sobreiro, o “Programa Literacia em saúde oral”. Esta acção, promovida pelo Rotary Club da Maia, em parceria com a ONG “Mundo a Sorrir”, decorreu durante todo o mês de novembro e pretendeu alertar as crianças para a necessidade da realização da escovagem dentária e remoção eficaz da placa bacteriana, bem como para a necessidade de adoção de hábitos de alimentação saudáveis.

Para além de palestras de sensibilização, foram também entregues escovas e pastas de dentes. São abrangidos por este programa um total 784 crianças, distribuídas por 12 estabelecimentos da Santa Casa da Misericórdia e um da ASMAN.

A abertura deste programa contou com as presenças da provedora da Santa Casa da Misericódia, Maria de Lurdes Maia, do presidente da “Mundo a Sorrir”, Miguel Pavão, e do presidente do Rotary Clube da Maia, Paulo Ramalho.

Na tarde do dia 14, foram ainda visitados os jardins de infância de Águas Santas I e II, tendo as sessões prosseguido no dia 21, nos jardins de São Pedro Fins, Gondim, Santa Maria de Avioso e Catassol. Já nos dias 28 e 29 houve visitas aos jardins de Nogueira, Pedrouços, Milheirós, ASMAN, Crestins e Guarda.

Educar para hábitos de higiene e alimentação

“O que se pretende é promover a educação das crianças, desde muito cedo, para a necessidade de adotarem hábitos de higiene e de alimentação para uma vida saudável, designadamente a nível da boca e dentes. Daí que o público-alvo sejam crianças em idade do ensino pré-escolar”, sublinhou Paulo Ramalho, que acrescentou que para a execução desta acção foi estabelecida “uma parceria com a ONG Mundo a Sorrir, que tem já uma vasta experiência na área da saúde oral e na promoção de estilos de vida saudáveis, e que é precisamente liderada pelo médico dentista Miguel Pavão”.

Paulo Ramalho frisou ainda que “este projecto enquadra-se perfeitamente no lema rotário deste ano, que é ‘Rotary a serviço da humanidade’, no caso concreto, Rotary Club da Maia, ao serviço das crianças da nossa comunidade. Em breve iremos desenvolver outros projetos, designadamente no âmbito do combate à pobreza e da educação”.

Uma parceria sólida

Miguel Pavão, da Mundo a Sorrir, também enalteceu esta parceria que considerou “sólida, em rede, fundamental para o desenvolvimento das comunidades abrangidas pelo Rotary Club da Maia e numa lógica de investir em literacia para a saúde e de promover estilos de vida saudáveis”.

Esta Organização Não Governamental sem fins lucrativos foi fundada em 2005 no Porto para trabalhar junto das comunidades carenciadas na área da Saúde Oral. No presente, a sua ação já ultrapassa as fronteiras de Portugal estendendo-se a Cabo-Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Moçambique. Nestes países lusófonos atua em três áreas: na saúde, na educação para a cidadania e no acesso à água potável.

Ao longo de 11 anos de existência, a Mundo A Sorrir assistiu mais de 530 mil beneficiários e realizou cerca de 52 mil tratamentos dentários, num total de 21 projetos nacionais e internacionais.
Um trabalho que foi profusamente premiado, onde se inclui a Condecoração da Ordem de Mérito em 2015.

- Publicidade -