Ser polícia é “fixe”

0
725

Os alunos da Escola EB 1 dos Moutidos, em Águas Santas participaram numa operação Stop levada a cabo por elementos da PSP – Divisão Policial da Maia, esta quarta-feira.
Cerca de 23 crianças vestiram as fardas da polícia, e juntamente com os agentes da PSP, abordaram os condutores, solicitando-lhes os documentos da viatura, carta de condução,
BI ou CC. Os mini agentes quiseram ainda ver se os condutores tinham o colete reflector e o triângulo sinalizador, e fizeram ainda testes de alcoolemia.

A iniciativa enquadra-se no Programa Integrado de Policiamento de Proximidade da PSP, tendo contado com a presença de elementos afectos ao programa Escola Segura.
A assistir à operação estiveram ainda os restantes alunos da escolas, assim como, pais, professores e auxiliares. A iniciativa tinha como objectivo, “dar conselhos de prevenção rodoviária, para que as crianças, pais e educadores possam ser esclarecidos sobre o que é que a polícia faz, qual é o seu trabalho no dia-a-dia, e acima de tudo, a fiscalização de trânsito, que é muito importante”, sublinhou o comissário Daniel Magalhães, da Divisão Policial da Maia. Até ao final do ano lectivo, e de acordo com aquele responsável, deverão ser desenvolvidas acções semelhantes noutras escolas do concelho.

“Fixe”. Era esta a resposta da maioria dos mini agentes, quando questionados sobre o que acharam da experiência. “É muito fixe. Gostei de ver o álcool”, comentava o Rafael Alexandre de 8 anos. “Pedi os documentos e perguntei se tinha o triângulo”, contava o Rui Miguel que, quando for grande quer ser “polícia ou futebolista”.

E foram muitos os condutores “obrigados” a parar nesta acção de fiscalização. Embora surpreendidos com a presença dos mini agentes da PSP, todos acolheram a iniciativa de forma positiva. “É uma maneira de eles aprenderem a lidar com o cidadão. É uma iniciativa muito positiva, porque é desde pequenino que devem aprender as principais regras de trânsito e outras regras importantes para a sociedade”, referiu Luís Teixeira, um dos condutores fiscalizados nesta operação.

Fernanda Alves