STCP com novos autocarros (vídeo)

0
171


A Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) já recebeu a prenda de aniversário. Logo no dia a seguir a ter comemorado 140 anos de existência, a empresa recebeu 20 autocarros, de marca Volvo, para reforçar a frota. Ao todo, o investimento nas novas viaturas foi de 5,7 milhões de euros.

Mais confortáveis, menos poluentes e com maior qualidade no transporte. As novas 20 viaturas são articuladas e vão funcionar nas linhas 702 (entre o Bolhão e a Travagem) e 703 (entre a Cordoaria e Sonhos). De acordo com a STCP, são linhas de elevada procura e frequência, com cargas máximas elevadas. Além das vantagens da modernidade do novo material, a Administradora Geral da STCP, Fernanda Meneses, destaca a preocupação com a “inclusão social” e ressalva que a empresa se preocupa “com as minorias, para as quais a sociedade não está muito adaptada”. Prova disso mesmo é a incorporação de uma rampa que se abre na porta traseira da viatura e que permite a entrada de utentes com mobilidade reduzida.

Com a aquisição destes veículos fecha-se um ciclo de renovação da frota da STCP que, de acordo com comunicado da empresa, “fica dotada de uma frota moderna e de elevada qualidade”. Segundo Fernanda Meneses, “isso não significa que a frota fique estagnada. Daqui a poucos anos iniciaremos um novo ciclo para que os que nessa altura estejam em fim de vida também sejam renovados”. A responsável pela empresa revela também que a idade máxima dos veículos é, neste momento, “cerca de 15 anos”. Um contraste com o passado que, recorda Fernanda Meneses, tinha nas ruas do Grande Porto autocarros a circular “com mais de 20 anos”.

As novas viaturas são a gasóleo, mas isso não significam que sejam mais poluentes. Como preocupação e consciência ambiental da empresa, os novos autocarros, quando comparados com a frota a substituir, alcançam uma redução da emissão de componentes nocivos para o ambiente superior a 90 por cento. No caso do Monóxido de Carbono, por exemplo, a redução é de 99 por cento. Estes números permitem à STCP obter os melhores índices de emissões por passageiro. Já estão na estação de recolha da Via Norte à espera das viagens.

Pedro Póvoas