STCP de novo em greve no dia 22

0
124

Os trabalhadores da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) decidiram voltar a fazer greve no dia 22, em protesto contra aquilo que dizem ser o “desrespeito por parte do Conselho de Administração pelo Acordo de Empresa”.

Os trabalhadores aprovaram, em plenário, uma moção que prevê a realização de uma greve das 00h00 do dia 22 até às 2h00 do dia seguinte.

Esta paralisação vai abranger os trabalhadores filiados no STRUN, no Sindicato Nacional dos Motoristas (SNM) e do Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes (SITRA).

Em causa está o facto da STCP ter acordado com outros sindicatos um aumento salarial de dois por cento e subidas nas carreiras, enquanto os trabalhadores inscritos nos SNM e STRUN apenas beneficiam da subida salarial.

À agência Lusa, o conselho de administração da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto lamentou a marcação da greve, salientando que se baseia em “declarações genéricas”. “A greve é um direito dos trabalhadores, mas que deve ser usado como última forma de luta, quando já não há mais soluções, e não com a ligeireza com que os sindicatos marcam greves”.

Jorge Freire, administrador da empresa, contou que existem dois acordos de empresa na STCP, “um com mais de 20 anos que obedece a condições de trabalho que estão ultrapassadas e outro que foi renovado este ano”. Um dos acordos foi assinado por três sindicatos e o outro foi assinado por outros três sindicatos. “Os três sindicatos que convocaram a greve são os que têm vindo a recusar sistematicamente um acordo de empresa mais moderno”, explicou.