STCP reforça 6 linhas e contrata serviços da Maia Transportes e mais duas empresas

0
314
STCP

A oferta da principal operadora da AMP – Área Metropolitana do Porto passa a ser de 105%, refere a empresa em nota de imprensa.
 
A oferta da Rede STCP – Sociedade de Transportes Colectivos do Porto foi aumentada desde o início desta semana, e por um período de cerca de três meses, através do reforço de seis linhas que circulam nos seis concelhos onde a STCP tem operação (Porto, Gaia, Gondomar, Maia, Matosinhos e Valongo).

Estas linhas foram identificadas como linhas de maior procura de passageiros e maior intensidade de utilização, principalmente nos períodos de ponta da manhã e da tarde, alturas em que há registos de procura excessiva para a oferta, atualmente, praticada.
São elas as linhas 501, 600, 703, 800, 801 e 907.

Este reforço estará ativo aos dias úteis e nos horários denominados “Normais”, pelo que não estará em funcionamento nos dias de períodos de férias escolares.
 
Desde 23 de novembro que quatro linhas da rede da STCP (705, 706, 707 e linha ZF) passaram a ser operadas por Operadores Privados, ao serviço da STCP, que justifica que as contratações tiveram o “objetivo de libertar os meios necessários para estes reforços temporários”.

A STCP explica ainda que “estas linhas são contratadas apenas aos dias úteis e nos períodos de horários “Normais”, sem incluir férias escolares, tendo em consideração os períodos em que a empresa necessita de recursos adicionais, em termos de veículos e motoristas”.

As linhas da STCP reforçadas fora do Porto, aos dias úteis e nos horários “Normais” (não se verificam nos horários escolares) são as seguintes:
Linha 501 – (Aliados-Matosinhos [Praia]) – O reforço é ao longo de todo o dia
Linha 600 – (Aliados-Maia) – Passará a ser operada sempre com autocarros articulados, permitindo um aumento de 15% de lugares oferecidos
Linha 703 – (Cordoaria-Sonhos) – O reforço é ao longo de todo o dia
Linha 800 – (Bolhão-Gondomar) – O reforço é ao longo de todo o dia
Linha 801 – (Cordoaria-S. Pedro da Cova) – O reforço é ao longo de todo o dia
Linha 907 – (Boavista-Vila D’Este) – O reforço é, nas horas de ponta, entre Santo Ovídio e Vila d’Este, aos dias úteis.

Linhas STCP com operação contratada a Operadores Privados são as seguintes:

Linha 705 – (Hosp. S. João-Valongo [Continente])
Linha 706 – (Hosp. S. João-Ermesinde [Est] via Mte Penedo)
Linha 707 – (Hosp. S. João-Ermesinde [Est] via Arregadas)
Linha ZF – (Valadares [Estação]-Francelos)

Em todas elas, o reforço é ao longo do dia, nos horários “Normais” (excetuam-se as férias escolares).
 
Em outubro passado, a STCP tinha já assumido uma primeira operação de reforço transitório aos dias úteis, que beneficiou o serviço de oito linhas de elevada procura e de circulação exclusiva na cidade do Porto.
 
A STCP adjudicou a contratação da operação das linhas 705, 706, 707 e ZF aos operadores Maia Transportes, Espírito Santo e VALPI para reforço da rede.
Este acordo abrange unicamente os dias úteis, mantendo a STCP a operação das linhas aos fins de semana e feriados com recursos próprios.
De acordo com a empresa, “os autocarros que irão circular nestas linhas, quando operados pelas empresas subcontratadas, estarão devidamente identificados com a marca STCP e serão operados de acordo com as condições que vigoram em toda a Rede da empresa, nomeadamente horários e tarifário”.
 
 
Medidas de Prevenção

A empresa de Transportes Coletivos do Porto sublinha que continua “a realizar ações de higienização e desinfeção das viaturas diariamente, de modo a reduzir potenciais riscos de contaminação e que os veículos das novas linhas subcontratadas respeitarão as mesmas condições, condição que foi exigida na contratação realizada.”

As medidas preventivas da Covid19 em vigor são:
Cumprimento da lotação de 2/3 da capacidade total autorizada em cada veículo (a informação está disponível à entrada das viaturas, bem como no interior); Uso de máscara obrigatório durante toda a viagem de autocarro ou elétrico; Venda de títulos de transporte a bordo só é possível com valores certos, não havendo lugar a trocos; Aconselhamento de manutenção de distância de 1 metro nas paragens, com máscara de acordo com as novas regras de prevenção na via pública e de desinfeção das mãos antes e depois das viagens.