Tentativa de suicídio com agressões

0
171

Um homem com cerca de 27 anos foi constituído arguido, por agredir os agentes policiais que o tentaram impedir de se suicidar. Sobre ele pendia já uma ordem de expulsão do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, por estar em situação ilegal em Portugal.

A GNR da Maia foi chamada a Moreira da Maia, por volta das 9h25 de sábado, alertada para a presença de um homem no telhado do prédio, a cerca de 20 metros de altura, a ameaçar suicidar-se. Além dos militares da GNR, foram encaminhados para o local os bombeiros, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e uma psicóloga.

Fonte da Guarda revelou a PRIMEIRA MÃO que o diálogo não chegou para demover o indivíduo, de nacionalidade brasileira. Foi quando um dos elementos da patrulha se conseguiu aproximar do indivíduo, argumentando que lhe emprestaria o telemóvel para falar com um pastor da Igreja Evangélica. Acabou por ser agredido, mas ainda conseguiu imobilizar o homem e levá-lo até aos meios de socorro ali presentes.

Mas a situação estava longe de ficar resolvida. “Violento e conhecedor de artes marciais”, contou a mesma fonte, o indivíduo agrediu outros elementos policiais. Já no Hospital de S. João, no Porto, onde todos foram assistidos, manteve o comportamento violento.

Quanto ao motivo da tentativa de suicídio, presume-se que esteja relacionada com violência doméstica e questões passionais.

MC