Tetra Pak e Agros pela reflorestação do Parque Nacional Peneda-Gêres

0
311

A primeira acção ambiental da campanha de reflorestação “O melhor para si e para a natureza”, no Parque Nacional Peneda-Gêres, decorreu no passado fim -de-semana e contou com a presença de algumas figuras públicas e de representantes da Tetra Pak, da Agros e do parque que assinaram um protocolo de parceria.
Sandra Martins, responsável pelo projecto e Gestora de Categoria de Leites e bebidas da Lactogal afirmou que “dado o posicionamento e valores da marca Agros que concilia o melhor da Natureza com a sabedoria e know-how da marca, já esperávamos uma forte mobilização dos nossos consumidores por esta causa”.

A Directora de Comunicação da Tetra Pak, Vera Norte, garantiu que “se por um lado conseguimos efectivamente contribuir para a reflorestação de uma importante área nacional, por outro, conseguimos também esclarecer a população sobre a importância da correcta reciclagem das nossas embalagens”.
A campanha de reflorestação lançada em Novembro de 2010 reuniu mais de 590 mil embalagens e 18 mil euros através do apelo à reciclagem. Por cada embalagem Tetra Pak com leite Agros UHT ou Biológico correctamente colocado no ecoponto amarelo, as empresas iriam contribuir com três cêntimos. O dinheiro angariado está a ser aplicado com a supervisão do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade.

Desta forma, a regeneração de cinco hectares de terrenos baldios foi assegurada em Vilar da Veiga. A cooperação em simultâneo com o parque nacional propunha a preservação da natureza e alerta para a pedagogia ambiental.
Lagido Domingos, director do departamento de gestão de áreas classificadas do norte, comentou que “o envolvimento da sociedade na recuperação de áreas ardidas é uma atitude que merece apreço. Tratando-se de empresas, como é o caso, fica bem evidenciada a responsabilidade social dos intervenientes”.
No local irão ser plantadas mais de 7500 árvores, em maioria espécies autóctones, e 80% corresponderá a Carvalho alvarinho, 10% a Castanheiro e 10% a Pilriteiro.

André Pinto