Tribunal da Maia julga furto de galinhas

0
152

Um homem de Matosinhos começa em Abril a ser julgado no Tribunal da Maia por ter furtado duas galinhas avaliadas em 50 euros. A primeira sessão do julgamento está marcada para o dia 20 de Abril, às 10h30.

O Ministério Público (MP) da Maia decidiu deduzir acusação contra o homem de 28 anos, já em prisão preventiva na sequência de outros processos.

Fonte ligada ao processo disse à agência Lusa que o julgamento vai implicar a mobilização, pelo menos duas vezes, de uma equipa da guarda prisional para o levar ao Tribunal da Maia. Para além de ser o Estado a pagar a defesa do arguido durante o julgamento. A mesma fonte admite, por isso, que o MP podia ter evitado o julgamento, optando pela figura da suspensão provisória do processo.

Os factos remontam a 26 de Outubro de 2007. Na altura, José Agostinho T., residente em Custóias, no concelho de Matosinhos, entrou no quintal de um habitante de Moreira da Maia, rebentou a fechadura do galinheiro e roubou duas aves.

Pelo arrombamento, seria considerado um furto qualificado, mas passou a apenas furto simples pelo valor diminuto dos prejuízos.