Xiribi assinala uma década de existência

0
149

O Xiribi, um ATL da Maia, celebrou na passada terça-feira o seu décimo aniversário. O primeiro dia de Setembro é marcado pelo regresso das crianças à sala de estudo, mas todos os anos são de festa. A data coincide com o aniversário do ATL. O da passada terça-feira foi especial, já que se estava a assinalar uma década de existência.

A sócia-gerente do Xiribi, Paula Barros, destaca a gratidão que sentem as pessoas que passaram pelo ATL, desde os mais pequenos até aos encarregados de educação. Durante todo o dia, houve "pessoas a passar por aqui a dar um beijinho porque não podem estar na festa, recebemos emails a desejar felicidades e força para continuar, foram esses momentos que marcaram a diferença", conta Paula Barros.

A actual responsável pelo Xiribi trabalha no ATL há oito anos, mas só ocupou o cargo actual, com mais responsabilidade, em 2006. Transição que implicou a acumulação de tarefas de gestão e educação das crianças do 2.º e 3.º ciclos. Dificuldades acrescidas, uma vez que "não há apoios, as microempresas não têm direito a apoios e a nossa, que está ligada à educação, não tem direito a apoios do IAPMEI nem da ANJE". Períodos difíceis na gestão do espaço, que significaram "muito esforço, suor e lágrimas", conta Paula Barros. O retorno financeiro ainda está longe: "Os contabilistas dizem que temos de esperar cinco anos até haver retorno financeiro", acrescenta.

Apesar das dificuldades, Paula Barros não pensa em desistir, principalmente quando existem crianças "que se enganam e me tratam por mãe". A responsável pelo Xiribi considera que os mais pequenos "são uma injecção de força e energia" que permitem continuar a gerir o ATL.

Prova disso era o sorriso estampado no rosto das crianças e os múltiplos agradecimentos dos pais que faziam questão de marcar presença no Xiribi, por ocasião do décimo aniversário do ATL.

A festa contou ainda com a presença do presidente da autarquia, Bragança Fernandes.